sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Sálvia Officinalis


Erva: Sálvia officinalis (Sálvia, salva, sábia, salveta, sálvia da boticas)

Significado: Do latim salvere (salvar), a sálvia guarda sua reputação de “erva da longevidade”, desde os tempos antigos.



História: Para os romanos, era uma erva sagrada. Muito valorizada pelos chineses, no século XVII, eles trocavam, com comerciantes holandeses, três baús de chá por um de sálvia. Os egípcios usavam a sálvia para aumentar a fertilidade. O uso medicinal e culinário é muito difundido na Europa, Ásia e Américas.

Descrição: pequena planta perene subarbustiva, com caules lenhosos, folhas acinzentadas, e flores azuis a violáceas. Faz parte da família das mentas, Lamiaceae. É nativa da região Mediterrânica e cultivada como erva aromática e medicinal ou como planta ornamental. O termo salva e nomes derivados são usados para várias espécies relacionadas ou não com esta.



Uso Medicinal: Sua ação é carminativa (que causa a liberação de gases) e estomáquica que regulariza as funções digestivas. As mulheres a empregam como emenagogo (agente que regula e induz a menstruação normal).
É também anti-sudorífico, anti-séptico, cicatrizante e estimulante, o seu uso como erva culinária tem se popularizado continuamente.



Uso culinário: Tanto as folhas como as flores são comestíveis. A Salvia estimula a vesícula biliar, ajudando na digestão de pratos gordos. Costuma ser usada no recheio, tempero e guarnição de carne de porco, pato, ganso e borrego. O seu gosto é bastante intenso, por isso deve ser usada com moderação. Não resiste a tempos de cozedura prolongados.


Uso em cosmética: As folhas podem ser usadas na limpeza dos dentes e gengivas, atuando como antisséptico. Remove o tártaro e branqueia os dentes. Para tal, basta misturá-la com sal marinho e aplicar com a escova. A Salva é muito usada em perfumaria, em xampus para cabelos escuros, sais de banho, pastas de dentes, etc. Fecha os poros dilatados e reduz o excesso de oleosidade da pele e cabelo. Para este efeito, bem como para lavagens do cabelo, deve-se fazer uma infusão para uso externo, como indicado acima, aplicar e, sem passar por água limpa, enrolar o cabelo numa toalha.


Indicações:
* Inflamação da garganta – Tomar o chá e fazer gargarejo.
* Sinusite – Tomar o chá e fazer inalação.
* Má digestão, vômito, problemas gástricos e intestinais, dor de cabeça devido à má digestão – Fazer um chá com dez gramas da erva para um litro de água e tomar de três a quatro xícaras ao dia.
* Dentes fracos, gengivas sensíveis e inflamadas, mau hálito, afta – Esfregar folhas frescas nos dentes ajuda a branqueá-los. Tomar o chá e fazer bochecho três vezes ao dia.
* Feridas (feridas velhas, úlceras varicosas, etc.) – Tomar o chá da erva como indicado acima. Fazer um chá forte com 50 gramas da erva e um litro de água para lavar o local três vezes ao dia.


Contraindicação: Gravidez, epilepsia (em particular para os extratos alcóolicos à base de sálvia), hipertensão. Não utilizar durante a gravidez e a lactação. Também não utilizar em casos de insuficiência renal e tumores mamários estrógeno dependentes. Pode elevar a pressão em pacientes hipertensos. Em altas doses pode ser neurotóxica (causar convulsões) e hepatotóxica (causar dano no fígado)



Chá de Sálvia: Este chá é muito bom para Dispepsias (distúrbios digestivos) e também para casos de transpiração excessiva.

Você vai precisar de:
1,5-2 g (três a quatro colheres de café) das folhas da sálvia
150 mL (uma xícara de chá) de água

Modo de Preparo:
Prepara-se uma infusão com as folhas da sálvia. Faça isso levando a água ao fogo e, após levantar fervura, acrescente as folhas da sálvia já com o fogo desligado. Feito isso, basta deixar o recipiente tampado por alguns minutos.


Partes usadas: Em culinária utiliza-se as folhas e os ramos tenros. Em Fitoterapia e em Magia utiliza-se toda a planta.

Aplicações domésticas:
 * Para aromatizar os armários e proteger as roupas, preservar a beleza e tratar as indisposições.
* Os antigos usavam as folhas para escovar os dentes e tirar o mau hálito.
* Em gargarejo purifica o hálito, desinflama as gengivas garganta e laringe.
* O banho com Sálvia Fervida revigora o organismo e o campo mental.


Cultivo: A pleno sol em solos bem revolvidos, bem drenados e com a adição de composto orgânico.
Tolera temperaturas altas e é resistente a frios.


Ambiente e uso decorativo: Pode ser usada para compor vasos e também canteiros de aromáticas.
Nossa sugestão é utilizá-la em paisagismo, misturando-a às outras plantas ornamentais, pois sua folhagem é bonita e faz belo efeito.


Usos mágico-religiosos: É uma planta com uma longa história no âmbito do sagrado, sendo usada de diversas maneiras como, por exemplo, em defumos purificadores, em banhos de prosperidade, de proteção e de cura. É considerada um símbolo da imortalidade e longevidade.

Desperta as virtudes da força e da sabedoria, livrando-nos de padrões mentais destrutivos e promovendo o bem-estar psíquico. Tal como acontece com muitas outras ervas mágicas, é costume colher a Salva na noite ou madrugada de São João, momento de contato próximo entre os mundos, em que os poderes das plantas se encontram no máximo. Tem sido usada popularmente para afastar males, feitiços e invejas.

O simples facto de ter uma pé de Salva no quintal é tido com purificante e protetor da casa e dos seus habitantes. Também pode ser usada para ultrapassar as perdas e mitigar a dor, ajudando ver para além dos sentimentos.

Tradicionalmente usada para consagração, a Salva entra também na composição de muitos preparados mágicos, feitiços e encantamentos. Nas celebrações da Roda do Ano, é associada a Mabon (Equinócio de Outono), Samhain (Dia dos Mortos) e, por vezes, a Yule (Solstício de Inverno). Na noite de Samhain é usada debaixo da almofada, para ter sonhos visionários, comunicar com os espíritos dos Mortos e ajudar a tornar os sonhos realidade. Por vezes entra na composição de amuletos sachê, bem como na confecção de comidas e bebidas rituais.·        


6 comentários:

  1. Exelentes informações!!!!

    ResponderExcluir
  2. Maravilha uma perfeita explicaçao.

    ResponderExcluir
  3. Amei essa matéria sobre essa planta!

    ResponderExcluir
  4. gente maravilhoso..... linda matéria parabens....

    ResponderExcluir
  5. Agradeço muito, através da sua linda matéria foi possível entender a SÁLVIA em minha vida...

    ResponderExcluir