sábado, 4 de agosto de 2012

Simbologia Celtica


Estudar simbologia é essencial para compreendermos um pouco mais sobre cada cultura. Símbolos existem muitos, de fato. Mas é evidente que o real significado de cada um deles, muitas vezes, chega até nós de forma demasiada distorcida - e não são raros os casos em que isso acontece.

A simbologia céltica é muito interessante, uma vez que seus símbolos há muitos séculos carregam em si um poder incrível, em todos os sentidos. Hoje, podemos aprender sobre esse poder e utilizá-lo, compreendendo seu real significado.

Vejamos alguns deles:




Triskelion:


Um termo grego que significa "três pernas", e, portanto, este sinal é muito parecido com três pernas correndo.
O significado do símbolo celta aqui é adequado, porque este símbolo representa a concorrência e o progresso do homem.


Triskle:


É um símbolo celta que representa as tríades da vida em eterno movimento e equilíbrio.
Exemplos:

* nascimento, vida e morte
* corpo, mente e espírito
* céu, mar e terra


Triquetra:


Termo latino que significa "três pontas".
É um símbolo sagrado, e tem muitos significados. Eles variam em seus aspectos de espírito, da natureza e do cosmos.


Tripla Espiral:


Representa o desenho dos três poderes da donzela, mãe e anciã.
É um sinal do poder feminino e, especialmente, o poder através de transição e de crescimento.


Três raios (Arwen):


O primeiro e terceiro raio deste símbolo representam a energia masculina e feminina (respectivamente).
O raio médio representa o equilíbrio de ambas as energias.
O símbolo de fogo Arwen é o símbolo com os 3 raios para baixo.


A Espiral:


Representa a energia etérea que irradia para fora (ou para dentro, dependendo da sua perspectiva) e também simboliza o crescimento, o nascimento e a expansão da consciência.


A Triluna:


 Representa os aspectos da Deusa; Virgem, Mãe e Anciã.

O símbolo começou a ser utilizado com o surgimento da  Wicca e das correntes New Age e neopagãs, e não possui relatos muito significativos entre povos antigos. Os antigos povos que adoravam deusas lunares comumente desenhavam círculos ou semicírculos (meia luas) como alusão a lua, mas não exatamente da forma como a triluna.

É atualmente muito usado pelas correntes neopagãs para simbolizar a polaridade feminina, tida como grande mãe, e seus aspectos de transformação em relação à lua, Virgem-lua crescente; Mãe – Lua Cheia e Anciã – Lua Negra. Serve como símbolo da Deusa e como um evocador de bênçãos da mesma.


Cinco vezes:


Esse padrão também representa o equilíbrio.
Os quatro círculos externos simbolizam os quatro elementos: terra, fogo, água, ar.
O círculo do meio une todos os elementos com o objetivo de alcançar o equilíbrio entre os quatro elementos ou energias.



Cruzes:


Representa a ponte ou a passagem entre o céu e a terra.
O círculo na cruz rodeado significa infinito amor espiritual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário