quarta-feira, 25 de julho de 2012

Os ruivos através da História


Historicamente, o preconceito e a desconfiança sempre permearam a vida de um ruivo, bem como a crença de que eles possuíam gênios ardentes e impetuosos. Esta imagem - equivocada ou não - provavelmente deriva do fato de que os escoceses, com sua alta porcentagem de pessoas de cabelos vermelhos, são descendentes dos celtas, guerreiros notoriamente violentos.

Foi essa percepção que gerou muitas crenças estranhas e fantásticas e ideias mirabolantes sobre os cabelos vermelhos. Os mitos parecem acompanhar todas as culturas. Veja a seguir:


● Na mitologia grega, pensava-se que as pessoas de cabelo vermelho se transformavam em vampiros depois de mortos.


● Os antigos egípcios indiscriminadamente prestavam homenagem a seu deus, enterrando homens com cabelos vermelhos, enquanto eles ainda estavam vivos. Os ruivos no antigo Egito eram associados ao deus Seth (deus egípcio da violência e da desordem, da traição, do ciúme, da inveja, do deserto, da guerra, dos animais e serpentes). Somente Ramses II, faraó ruivo, foi exceção. Ainda no Egito acredita-se que Cleópatra utilizava henna para avermelhar as suas tranças.


● Os romanos eram grandes admiradores dos cabelos vermelhos do povo celta e confeccionavam perucas ruivas, feitas com cabelos de mulheres de tribos germânicas.


● Na cultura medieval, as mulheres ruivas não eram vistas com bons olhos. Acreditava-se que os cabelos afogueados eram típicos de um comportamento intempestivo e perigoso, pouco desejável numa mulher. É provável que essa concepção derive do fato de que Caim seja representado, muitas vezes, com os cabelos ruivos.


Entre os povos germânicos, havia a crença de que os ruivos estavam ligados ao diabo e à bruxaria, atividade que era muito malvista e violentamente combatida entre esses povos, a despeito do que apregoam os manuais neo-pagãos.


Ainda na Idade Média muitas vezes se crucificavam ruivos, pois um grande número de pessoas pensava se tratar de bruxas.

● Na Romênia, berço do mito do vampirismo, os vampiros eram muitas vezes representados como possuidores de cabelos ruivos.


● É no fim do reinado da Rainha Elizabeth que se generaliza a crença nas fadas como lindas mulheres dotadas de vastas cabeleiras ruivas. 



● Durante a era vitoriana, perpetuava-se a repudia aos cabelos ruivos, que, no entanto, eram muito apreciados e largamente retratados por diversos artistas pré-rafaelitas e pelos seus “herdeiros”, os estetas. Nesse período se torna clássica a representação da mulher ruiva de pele clara e olhos verdes os azuis.


A linhagem Celta é uma das mais antigas do mundo, mas nos tempos atuais existem poucas pessoas com estas características.


A mulher celta de tempos antigos e modernos partilham das mesmas características físicas, cujas principais são os cabelos vermelhos e pele muito pálida (mais um sinal, embora nem sempre presentes, são sardas). 

Mas há sinais adicionais de ascendência celta que foram repassados pelo sangue através dos milênios, desde quando os gauleses e celtas governaram a Europa há milhares de anos atrás. Nas mulheres de pura linhagem céltica, podemos notar lindas e idênticas características faciais.




10 comentários:

  1. Olá!

    Sou a Amanda do Winter Garden. Vi que você está seguindo o meu blog e adorei essa sua postagem. Ruivos são belos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Amanda!

      Fico grata pelo elogio.
      Hm, concordo com sua opinião também, sobre os ruivos serem belos...rsrs

      Até mais.

      Excluir
  2. Olá Helenna, parabéns pelo lindo blog, ;D
    vou passar por aqui mais vezes .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erik, muito obrigada! Será uma prazer sua presença aqui!

      Até mais.

      Excluir
  3. sou Ruivo não sei se tem haver mais sempre gostei da mitologia celtica e é claro musica Celta sz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe em uma vida passada você não foi celta?Coincidências não existem, afinal.

      Excluir
    2. Nossa "-"
      Nunca pensei que por tras de uma simples cor de cabelo, houvesse taaaanta historia .-.
      - Tenho ORGULHO de ser Ruiva (((:

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    4. Eu conheci uma grande feiticeira ruiva que pintou seu cabelo de preto e me enganou dizendo que era uma cristã. Mas não tem problema, estamos a procura dessa bruxa espiã e vamos achar essa intrusa de nome Marcia. Somos do grupo medieval e combateremos as trevas até o fim dos tempos... Nossa alma tem sede de justiça. Ruiva ou não, bruxas são uma praga...

      Excluir
    5. Pobre criatura, tenho pena de você. Espero que encontre um pouco de paz em seu coração um dia.

      Excluir