quarta-feira, 9 de maio de 2012

O antigo perfume dos incensos


A expressão incenso designa em geral uma substância resinosa aromática, empregada desde a antiguidade, queimado como perfume para aromatizar ambientes, afastar insetos e em rituais religiosos.
Incensos tem o poder de purificar as energias e os ambientes, há milénios, civilizações antigas já se utilizavam dos aromas, perfumes, e vapores para proporcionar e ter bem estar físico, mental e espiritual.

A possível origem do incenso

A origem do incenso permaneceu desconhecida durante muito tempo. Possivelmente, ele foi inventado quando membros de antigas civilizações jogaram plantas e substâncias aromáticas no fogo e perceberam a fumaça perfumada que dele exalava.

As evidências arqueológicas


As primeiras evidências arqueológicas, contudo, revelaram que a queima de incensos data dos primeiros reinados do antigo império egípcio, onde foram encontrados queimadores em formato de colheres de cabos longos.

Também antropólogos e historiadores mencionam que os egípcios foram os primeiros povos a produzirem incensos. Muito experientes nessa arte, eles fabricavam os incensos em templos. A própria manufatura dos bastões era um ritual bastante complexo e secreto. Há quem diga que a ligação dos incensos com as cerimônias e as atividades relacionadas à espiritualidade se originou desses fatos e nessa época.

Raros e caros


Na antiguidade eram bens raros e, por isso mesmo, apenas as classes sociais mais privilegiadas tinham acesso a eles (lembram-se dos presentes ofertados pelos três reis magos a Jesus na manjedoura, em Belém, na Judéia? Os reis, vindos do Oriente, abriram os seus tesouros e entregaram a Maria as suas ofertas: ouro, incenso e mirra).

O comércio de incenso


Por ser raro (e portanto caro), o comércio de incenso era uma "atividade" sagrada, que evolvia responsabilidades e riscos.
Na Alexandria, o incenso era tão precioso que os comerciantes, para não serem roubados, obrigavam os escravos encarregados de sua colheita a trabalharem seminus - trajavam apenas uma tanguinha. Mas o alto "tributo" cobrado por ter, produzir ou comercializar o incenso não poupava nenhuma classe social. Nem mesmo os reis.

Incensos e os seus fins espirituais:


Incenso Arruda: purificação e proteção espiritual
Incenso Acácia: faculta um sono tranquilo.
Incenso Absinto: favorece a clarividência, assim como é útil em assuntos amorosos.
Incenso Alecrim: combate a depressão, é purificador de pessoas e locais
Incenso Alfazema: tranquilizante
Incenso Almíscar: favorece sorte, vitorias, sucesso
Incenso Angélica: atrais forças protetoras
Incenso Artemísia: estimula dons proféticos, adivinhação, sonhos reveladores
Incenso Anis estrelado: abre portas da boa sorte
Incenso Camomila: ideal para conjurar forças que ajudam em assuntos financeiros
Incenso Canela: favorece as forças que ajudam em questões financeiras
Incenso Cânfora: eliminador da negatividade
Incenso Cedro: indicado em estabelecimentos, para aumentar vendas
Incenso Cipreste: favorece o equilíbrio espiritual, e tambem pode ser usado em assuntos de prosperidade
Incenso Coco: estimula o equilíbrio psicológico, espiritual e emocional

Incenso Cravo: ideal para favorecer abertura de caminhos, desbloqueio de enguiços
Incenso Erva cidreira: conjura energias ideias em assuntos amorosos  
Incenso Erva doce: contra invejas e mau olhado 
Incenso Eucalipto: limpeza espiritual  
Incenso Hortelã: afasta negatividade assim como as indecisões e falta de decisão    
Incenso Jasmim: favorece pacificação do ambiente    
Incenso Lavanda: tranquilizador  
Incenso Manjericão: atrai energias de boa sorte
Incenso Mirra: favorece os instintos, a a intuição e capacidades espirituais extra-sensoriais
Incenso Noz moscada: favorece entradas de dinheiro    
Incenso Orquídea: purificador do ambiente e do espírito    
Incenso Pimenta da Jamaica: favorece harmonia no lar, assim como prosperidade
Incenso Pinho: proteção e assuntos de fertilidade
Incenso Rosa branca: acalma disputas, amansa pessoas, deve ser usado em expulsão de forças negativas
Incenso Sândalo: evolução espiritual
Incenso Sândalo branco: abre portas ao sucesso
Incenso Vetiver: ideal para favorecer comerciantes e assuntos comerciais .

Como acender o incenso

Antes de acender o incenso, mentalize e repita uma oração. O incenso deve ser aceso em local sereno, com tranquilidade e sem interferências no processo.
Repita a sua oração enquanto manipula o incenso
Acenda o incenso com fósforo: é sinal de respeito e tradicionalismo no relacionamento com espíritos ou forças celestiais que são ancestrais e por isso se agradam com o respeito


Limpar ambientes com incenso


Acenda o incenso conforme recomendado anteriormente.
Percorra toda a casa ou estabelecimento com o incenso. Entre em cada dependência da casa ou estabelecimento, apenas apos ter proferido a sua oração, e continue orando enquanto percorre os 4 cantos, ate sair.
Não pare a sua oração mental.
Depois de realizada a limpeza, coloque um punhado de sal em cada um dos 4 cantos da casa ou estabelecimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário